O que é Compliance e como ele pode ajudar sua empresa

O que é Compliance e como ele pode ajudar sua empresa

O conceito de compliance é relativamente recente no meio empresarial e começou com a ideia de prevenir atos de corrupção entre as parcerias de empresas e órgão públicos, visando estabelecer regras éticas dentro dessas empresas que impedissem a possibilidade ações ilegais.

Dessa forma, o compliance vem da necessidade de adequação das empresas à normas legais, estabelecendo uma governança coorporativa que vise impedir a aplicação de multas ou condenações a partir de condutas pela empresa que não estejam de acordo com a lei, ou até mesmo reduzir danos que possam ser provenientes dessas condutas. O compliance, portanto, se faz por meio de políticas internas e protocolos de conduta que impeçam a caracterização de crimes ou atos ilícitos.

Atualmente, o compliance pode ser feito em diversas áreas, como na área, tributária, trabalhista, criminal e na proteção de dados, devido à LGPD, entre outras. Sendo assim, serve como um norte para as condutas da empresas e dos próprios funcionários para que ajam de acordo com a lei, podendo até mesmo melhorar a dinâmica interna da organização.

No mundo corporativo contemporâneo, portanto, é imprescindível para as empresas adotarem uma cultura organizacional mais sólida, pautada na ética.

Entenda o que significa o termo compliance, importância deste conceito e como aplicá-lo no âmbito das organizações.

O que é compliance?

Compliance é originário do verbo em inglês to comply, que, por sua vez, significa agir de acordo, estar em conformidade. No mundo corporativo, tal conceito diz respeito a agir respeitando a legislação.

Compliance é respeitar os princípios éticos nas tomadas de decisões, pressupõe que a empresa preserva a idoneidade.

A importância do conceito de compliance nas organizações

O conceito de compliance aplicado no mundo corporativo pressupõe transparência da organização e que esta domina os procedimentos e a legislação. Atesta idoneidade, assegurando uma imagem positiva para a organização.

Não se escolhe um produto hoje somente pela qualidade e pelo atendimento, opta-se por uma organização de postura socialmente responsável e que passe uma imagem positiva.

Além disso, uma empresa que não age em compliance se expõe a riscos desnecessários, simplesmente por desconhecimento da legislação e das normas corporativas, o que pode acarretar prejuízos financeiros e dores de cabeça com a lei.

Agir em compliance também propicia maior captação de recursos e melhores contratos. Instituições não vão arriscar fechar parceria com organizações que não agem na forma da lei.

Como o conceito de compliance pode ser aplicado nas organizações

Primeiramente, é preciso compreender o compliance na essência. Não é um conceito de marketing. Claro que propicia uma imagem positiva no mundo dos negócios, é um diferencial e tanto, mas é algo sério e impreterível para uma organização.

Ao compreender a real importância do compliance, a organização deve fazer uma análise de riscos, saber quais são os princípios desafios e criar políticas de processo de controle para reduzir tais riscos.

Também é imprescindível utilizar sistemas de informação para monitorar as atividades da empresa. Também é essencial ter processos de auditoria interna visando aprimoramento constante para atingir um grau de compliance satisfatório.

O papel do líder nesta empreitada é fundamental, não apenas para servir de exemplo, mas também para engajar seus colaboradores. Para agir em conformidade, efetivamente, é preciso o envolvimento de todos os presentes na organização.

Adotar uma cultura organizacional pautada na ética é vital neste panorama. Quando se engaja os colaboradores a agirem nos conformes, respeitando a lei e as normas, é mais fácil identificar problemas relacionados à ética comportamental.

O monitoramento dos processos também é primordial, sendo que o gestor precisa acompanhar de perto todas as tarefas executadas no âmbito da organização.

A organização também necessita ter uma comunicação interna efetiva acerca dos procedimentos do negócio, da legislação e de possíveis desvios de comportamento.

Dessa forma, o compliance se mostra como um grande diferencial para as empresas atualmente, vez que demonstra o compromisso ético com colaboradores, clientes e com a própria lei. Um programa bem implementado pode trazer diversos benefícios para a organização, impedindo problemas desnecessários e permitindo um maior controle sobre as atividades internas, além de propiciar uma imagem de integridade e idoneidade para a empresa.

Compartilhe com seus amigos!